O mundo cosmético está em grande expansão e dois pilares vem sendo fundamentais para a evolução dos tratamentos de pele. O primeiro é a tecnologia que vem sendo aplicada em ativos e moléculas cada vez mais eficazes além de contribuir com diagnósticos de pele mais assertivos e rápidos com uso da inteligência artificial. O segundo é a incorporação dos conceitos de envelhecimento aliados aos conceitos estéticos. 

Entre os ativos, encontramos os peptídeos como bola da vez. Geralmente produzidos ou extraídos por bioengenharia genética de ativos naturais, são micro moléculas capazes de grande penetração, ótimos resultados e com pouquíssimos efeitos adversos. Eles vem substituindo com vantagens outros ativos consagrados da consagrados da cosmética anti-idade como o retinol e os hidroxiácidos (mais agressivos e sensibilizastes). 


Um exemplo, ja citado inclusive em matéria da Vogue como “super apple” é o extrato de células-tronco de uma rara maça suíça. A Malus domestica também chamada de “Uttwiler Spätlauber” é uma antiga variedade de maçã Suíça, muito rara hoje em dia. Conhecida por sua capacidade de conservação por longos períodos, podia ser armazenada por um longo tempo sem murchar ou perder o sabor ou seja, claramente possuía  ingredientes diferenciados especialmente as células-tronco. Com isso em mente, foi extraído seu extrato que hoje está presente em grandes marcas internacionais e até em uma marca nacional. 

Ácidos hialurônicos de baixíssimo peso molecular são outro exemplo. Pela sua capacidade de penetração possui efeito hidratante, preenchedor e até mesmo regenerador do colágeno conhecido como retinol-like.

Outra característica são os séruns com blends de ativos. Eles promovem o equilíbrio da pele e microbiota além de conterem peptídeos capazes de diversos tratamentos. Os mais comuns evitam a senescência da  através da prevenção dos radicais livres. São exemplos cosméticos de “defesa” e “antixoxidantes”.

Devido às diversas características dos ativos atuais, a faixa etária para uso de dermocosméticos é ampla. Alguns antiacne podem ser utilizados já na adolescência. O filtro solar, previne o envelhecimento em qualquer idade. O foco hoje é tratar a queixa (objetivo) e a característica da pele, mais até do que estigmatizar por idade. Obviamente peles mais maduras se beneficiam mais de cosméticos estimuladores de colágeno mas a maturidade da pele depende de muitos fatores como hábitos saudáveis e proteção solar. 

No modo de uso, outra evolução. Com a gradual troca de ativos sensibilantes (já citados anteriormente), diversos tratamentos podem ser utilizados normalmente durante o dia, sem obrigação de aplicação noturna. Algumas opções também apresentam combinações de tratamento para uso sinérgico, com serrins para o dia e noite com diferentes ativos. 

De toda forma, o correto diagnóstico e o foco no objetivo e no tipo de pele são as grandes tendencias e estão levando cada vez mais adeptos ao uso dos dermocosméticos de tratamento. 

Matéria por Dr. Rafael Perin Arpini, médico, mestre em medicina cosmética e envelhecimento fisiológico pela Universidade de Barcelona, é idealizador e desenvolvedor científico da @scientificskintech e criador da técnica Shadow Lifting – apresentada em diversos congressos no Brasil e na Europa.